“Sucesso”

Sucesso não vem do nada mas sim, de uma semente plantada, de uma ideia bem dada e muito bem desenvolvida. Ele pode até ser coletivo, mas sempre terão uns que farão um tanto mais do que os outros. Sim, ele pode e até deve ser dividido, mas só depois de ser verdadeira, sincera e conscientemente reconhecido. Sucesso é ouvir as pessoas com atenção; entendê-las e agir. No ponto certo, do jeito certo e na hora certa. Sucesso não é sinal de perfeição e sim, de muitos erros e acertos. Se não é interno, é porque nunca foi.

Anúncios

“8º edição do Quintal dos Prettos é dedicada a Zeca Pagodinho”.

Essa 8° edição Quintal dos Prettos é dedicada a Jessé Gomes da Silva Filho, o tão amado sambista, anjo da velha guarda, Zeca Pagodinho.

Sambista que trás em seu percurso musical uma infinidade de adjetivos apreciativos sobre sua pessoa que vão além até mesmo do artista.

Todos admiramos a simplicidade desse grande sambista. Porém a principal razão de dedicarmos esta edição a ele, no dia nacional do Samba é o fato de ser ele o artista que mais aproximou as gerações anteriores a ele às geração atuais.

Normalmente esse tipo de aproximação só ocorre no sentido ascendente e isso faz com a nova geração só tenha contato com o que está sendo produzido atualmente.

Já Zeca Pagodinho tem a maestria de atar as duas pontas, trazendo o antigo para o novo e o novo para o antigo. Com isso Zeca vem mantendo o Brasil abastecido de uma linguagem praticamente em extinção, aquela do partido alto dividido e malandreado, cheio de malemolência, com belíssimas histórias baseadas em fatos do cotidiano fazendo de Zeca um cronista do nosso Samba, daí o motivo de tanta identificação do povo brasileiro.

Ele não só fala por todos nós como também fala como todos gostamos de falar. “Camarão que dorme a onda leva”. Tem forma mais brilhante alertar o povo das enganações que vive no dia dia onde devemos ficar atentos o tempo todo? Pois é!

Falar de Zeca Pagodinho enquanto sambista seria mais do mesmo. Sua história está aí pra todo mundo ver, pois todos já sabem sua tamanha importância. Então fica aqui apenas o motivo que nos levou a esta dedicatória que vale muito a pena! Viva Zeca Pagodinho e muito obrigado pela contribuição. O mundo do samba agradece!!!

“Quintal dos Prettos e seus objetivos”

O objetivo do Quintal dos Prettos é valorizar as pessoas que amam e jamais desistirão do nosso país. Acreditar no Brasil não copiar a cultura de ninguém e sim, valorizar a própria. Jamais devemos ignorar as coisas boas que vem de fora porque o que é bom é para ser inserido na vida de todos por direito. Afinal de contas, também somos criadores de coisas benéficas que servem o mundo todo. Porém a falta de crença em nós mesmos pode nos destruir e fazer com que olhemos o tempo todo para o outro até que nossa memória não nos identifique mais como nós mesmos. Então resolvemos dar mais uma vez, um passo atrás e resolvermos na raiz o problema da vista grossa, do preconceito, da desunião e da falta de criatividade de muitos que só nos olham para nos criticar ou fazer igual. Foram vários anos resistindo à tentação do sucesso midiático, vários anos defendendo o samba na cidade, buscando entender cada movimento. Coisa que só se aprende se realmente “colar na banca” e entender de fato o sistema e não apenas falar…falar… como a visão apenas de fora. A coisa é entrar no caldeirão para ouvir o outro lado também. Falta isso no brasileiro, falta isso no sambista. É isso que falta nessa gente que tem pra mostrar mas não mostra por falta de iniciativa, por falta de trabalho voluntário, por medo de voltar atrás. Isso não nos permite avançar nem no mercado, nem na saúde, educação, em nada. Somos pessoas simples e guerreiras. Pessoas que realmente trabalham e acreditam no samba, coisa que muitos usam apenas em animação de festinha e diversão daqueles que jamais veem o mesmo como profissão. Aí é jogo ganho, aí é jogo fácil. Não depende! Já nossa luta é seria, é diária. É pelo passado, pelo presente, e principalmente pelo futuro. Viva o Quintal dos Prettos e Salve as Crianças!!!

QUINTAL DOS PRETTOS 5ª Edição – “FUNDO DE QUINTAL”

A 5ª edição do Quintal dos Prettos é dedicada ao Grupo Fundo de Quintal, um dos mais emblemáticos e importantes grupos da história do nosso samba. Atualmente a maior referência do gênero. Estamos falando de pessoas que além de criarem sua forma particular e inovadora de tocar seus sambas, criaram também seus próprios instrumentos no caso, Ubirany que criou o repique de mão, Sereno que introduziu o tantã e Almir Guinéto que colocou um braço de Cavaquinho no Banjo. Músicos que renovaram a linguagem do samba atravessando varias gerações e até hoje reinam em todas as rodas de samba do Brasil e do mundo.

Não há um sambista sequer que não se sinta parte dessa grande família brasileira chamada Fundo de Quintal. Plantaram uma semente que nunca mais será apagada da história. Parabéns a todos os integrantes do Grupo Fundo de Quintal pela vitória e muito obrigado por tudo que fizeram por nós brasileiros. Amamos vocês.

Prettos 2018.

“QUINTAL DOS PRETTOS” – ARLINDO CRUZ

Dedicamos essa roda de Samba a Arlindo Cruz, um sambista que dispensa todo e qualquer comentário.

Não fosse através de seus sambas, talvez nem estivéssemos aqui formando esse quintal de bamba tão bonito e tão harmonioso.

Livre de preconceitos e livre do medo de ser ofuscado pela estrela do outrem.

Desde o sambista mais velho e até o mais recém chegado.

Vivendo e aprendendo a cada dia instante que o que é bom é na essência.

Vivemos um momento em que tudo está por um triz entre o explodir e expandir numa raiz em que se cabe todos e a todos sem que nenhum se quer passe pela tamanha dificuldade de sempre, despercebido e o velho antagonismo onde nenhum se quer sobrevive e sobreviverá. Coisa que carecerá apenas de nossa sabedoria.

Afinal de contas, o corpo sempre fala antes das palavras. Se o sorriso estiver aberto apenas na boca e não nos olhos, saberemos.

Se o amor pelo samba estiver apenas nas mãos e não na alma, saberemos.

Se o samba estiver apenas no pensamento e não no coração, saberemos.

E se a intensão for apenas dinheiro e não doação, também saberemos.

Sábios são aqueles que inspiram os mais novos e exaltam os mais velhos, que alteram positivamente seus estados de espírito, juntam os dois e criam uma coisa nova para ambos.

Quantos aos mestres do samba, os agradeceremos realizando o sonho que eles tiveram.

Se hoje somos parte do sonho deles é porque eles lutaram com unhas e dentes para conseguirem fazer a coisa certa chegar até nós e chegou.

Já Arlindo Cruz, esse grande sambista que além de muitas vezes matar nossa fome a mesa, ainda alimenta nossas almas com sua arte. Não só nos trás à mesa o pão mas, também nos evolui como seres humanos.

A melhor forma de agradecer nossa querida madrinha Beth Carvalho que revelou geral e a Arlindo que tem noventa por cento de seus sambas entoados diariamente em todas as rodas de samba existentes em todo país e a todos esses grandes mestres do samba coexistentes principalmente da cidade do Rio de Janeiro que nem preciso falar é ao menos cantarmos suas obras com amor, como se fossem criadas por nós, tocarmos suas harmonias corretamente, afinarmos os instrumentos, o canto e encantarmos o povo com o que nos foi ensinado.

Agradecer é continuar mantendo a qualidade. Agradecer é passar a diante sem jamais temer o brilho do outro

Agradecer é lembrar de nunca esquecer e contar a história direito. Dona Ivone Lara, a dama do samba sempre nos dizia que no samba tem espaço para todos nós. É exatamente isso que queremos cultivar aqui no Quintal dos Prettos, o espaço e a história de todos.

Viva os grandes movimentos de samba da cidade de São Paulo.

Samba da Vela, Na Palma da mão, Pagode da 27, Samba da Laje, Segunda sem lei e muitos outros mais.

E viva Arlindo Cruz, o Orixá do Samba! Muito obrigado!

“Confie em Deus que pode ser um livramento”

A vida tem coisas muito complicadas para serem decididas, simplesmente por sermos nós, meros seres humanos. Nossos corações ainda demoram muito para compreenderem certas ações. Ser humano é algo muito difícil. Ser humano serve para que paguemos por nossas ações enquanto livres que deveríamos ser. A nossa fé em Deus ainda é muito pequena. A melhor coisa que se pode pensar nos momentos difíceis é que antes de acharmos que Deus nos abandonou, devemos pensar que ele apenas nos livrou de algo ainda muito pior onde muitas vezes até mesmo a morte, isso mesmo! Até mesmo a morte pode ser um livramento. Confie em Deus e acredite!

Álbum “Essência da Origem” Prettos 2017

Hoje é aniversário de um ano desse trabalho que muito me orgulha. Porque muito me orgulha? Por se tratar de um trabalho preocupado em acostumar o público do samba a ouvir em um único trabalho, varias nuances e particularidades do nosso samba.

Poderíamos fazer um disco tradicional, sem teclados e efeitos especiais, com canções mais purificadas e com poucas variações. Assim estaríamos fadados a ser um artista a mais do mesmo, embora o grande público prefira assim; mais por uma questão de limitação ideológica que cultural, que exige das pessoas um olhar mais apurado sobre os conceitos musicais de cada lugar do país.

País este que transpira inúmeras identidades e para nós seria errôneo deixar esse ouro guardado somente a nós mesmos. Então resolvemos trazer ao público que nos segue, essa visão mais ampla de que o samba reside sim, em toda e qualquer linguagem da música popular do Brasil.

O Samba está em todos os estilos de música brasileira. Claro que é praticamente impossível expressar isso tudo em doze faixas, mas a gente decidiu dar um início. A gente sabe que o começo é difícil e que aos olhos daqueles que não estão tão habituados a ver o samba de outras formas, tudo pode soar estranho, mesmo assim decidimos encarar este feito.

No tempo em que éramos Quinteto, muitas pessoas nos deram as costas e disseram que nosso som e estilo eram velhos e nunca iam pra frente e hoje somos referência pra muitos.

O mesmo se dá para o Samba da Vela que muitos o crucificavam apenas por pedirmos silêncio. Pois é minha gente, são frutos que colhemos simplesmente por sermos corajosos e falarmos coisas que poucos têm coragem de fazer e falar.

Acaba sendo muito complicado para quem vive de música nesse país, onde o samba vende muito pouco; estranhamente e infelizmente.

Só pra lembrar, muitos dos gêneros musicais brasileiros de grande sucesso tem o samba em suas composições. Os exemplos vendáveis mais nítidos são o Sertanejo, Funk Carioca, Bossa Nova e até mesmo o Rock.

Além dos similares, óbvios e menos vendáveis como Samba Rock, Choro, Baião, Jongo, Maracatu, Frevo e muitos outros mais.

A intenção deste trabalho é não deixar o que é nosso ser tomado de assalto por uma ideologia separatista, arcaica e destruidora.

O samba é e sempre será o gênero dominante do nosso país. Isso que é o “Essência da Origem” #Prettos2018.